1. Se tem dor no pé, não a ignore: não é normal. Se sentir algum tipo de desconforto ou dor persistente no pé ou tornozelo, procure a nossa ajuda profissional.
2. Observe os pés regularmente. Esteja atento a mudanças na cor e temperatura). Repare se as unhas apresentam espessamento e/ou mudança de cor (sinal de infecção por fungos) e verifique se a pele está intacta (não esquecer entre os dedos) e se não apresenta fissuras ou fissuras. Uma descamação da pele dos pés pode indicar “Pé de Atleta”. O aparecimento de algo novo num pé não é considerado normal.
3. Lave os pés regularmente, com especial atenção aos espaços interdigitais, e seque-os totalmente.
4. Corte as unhas “a direito”, mas não demasiado curtas -respeite a forma e contornos dos dedos – não as corte nos cantos e nas laterais, pois pode conduzir a “unhas encravadas”. Pessoas com diabetes, com deficit circulatório ou problemas cardíacos não devem tratar os próprios pés pois estão mais propensas a infecções.
5. Certifique-se que o calçado tem a medida correcta para o tamanho dos seus pés. Compre calçado novo ao final do dia, quando os pés tendem a estar mais volumosos e substitua o calçado já desgastado o mais rapidamente possível.
6. Seleccione e utilize o calçado adequado para cada desporto ou actividade em que esteja envolvido.
7. Alterne o calçado – não use o mesmo par todos os dias.
8. Evite andar descalço. Os seus pés ficarão mais sujeitos a ferimentos e infecções. Na praia, ou quando usar sandálias ou chinelos, use sempre protector solar nos seus pés.
9. Seja cauteloso com a utilização de “remédios caseiros”. O auto-tratamento pode transformar um problema menor num de muita gravidade.
10. Se é diabético deve procurar-nos para realizar um check-up, pelo menos uma vez por ano.

Inquérito

Tem, ou já teve dores nos pés? Em que local?

Facebook